é hora de

priorizar as coisas

mais importantes

Dr. Wheslley Marin Peruzetto  CRO 77.524

Rua Fidêncio Ramos, 160  Sala 1411

Vila Olímpia - São Paulo SP

Próximo ao Shopping Vila Olímpia

Estacionamento com manobrista 

 

 

11 3032-0712 

11 95033-7865

Atendimento das 09h às 19h

  • LinkedIn Odontoperuzetto

© 2018 por Consutti para Odontoperuzetto

cuidados básicos

para sua saúde bucal

_ cárie

A cárie é uma perfuração (desmineralização) do dente causada por uma bactéria que vive na nossa boca e se alimenta do açúcar processado (sacarose). Para evitá-la devemos controlar a ingestão de açúcar, procurando concentrar o consumo o máximo possível. Quanto mais açúcar disponível por mais tempo, maior a probabilidade de ter cárie. A evolução da cárie é o tratamento de canal e até a perda do dente. A prevenção pessoal (cuidados de higiene bucal) e profissional (consultas de rotina) são os métodos adicionais de controle.

_ mau hálito

O mau hálito pode estar associado a problemas estomacais, como gastrite e refluxo. Na boca, costuma estar relacionado a infecções: sejam na gengiva (Gengivites e Periodontites) ou nos dentes (tratamentos de canal).

_ dentes amarelados

Os dentes ficam amarelados pelo fumo e também pelo consumo de alimentos e bebidas com corantes, como o café. O clareamento, desde que supervisionado pelo dentista, remove a pigmentação impregnada nos dentes e não afeta sua estrutura.

_ dentes sensíveis

Os dentes ficam sensíveis ao frio por cárie ou exposição radicular, aonde não há esmalte protegendo. Apertamento, bruxismo e bochechos com álcool podem aumentar essa sensibilidade. Remoção e restauração das cáries e placas miorelaxantes ajudam a tratar os sintomas. Em casos extremos, a sensibilidade pode estar relacionada a dentes trincados. Essa sensibilidade costuma aparecer quando se morde alguma coisa mais consistente no dente em questão. Sensibilidade ao calor quase sempre está associada a problemas no canal do dente.

_ bochechos antimicrobianos

Assim como não devemos tomar antibióticos todos os dias, não devemos fazer uso constante de soluções bucais bactericidas. Elas provocam alteração de paladar, manchamento de dentes e seleção bacteriana, podendo levar a infecções resistentes. Uma boa escovação deve ser feita após todas as refeições com uma escova macia e de cabeça pequena sem fazer muita força para não traumatizar a gengiva. O uso do fio dental é imprescindível para evitar a formação de tártaros e o sangramento gengival, além de remover resíduos alimentares entre os dentes. Consulte o Periodontista para ter uma orientação completa dos cuidados de higiene. Retorne em seu dentista a cada 6 meses para manter a saúde bucal!

_ doenças sistêmicas

As infecções na boca refletem no restante do organismo: a Periodontia Médica relaciona os problemas gengivais crônicos com descontrole do diabetes, partos prematuros e problemas cardíacos. Cuidar da boca é cuidar da saúde.

_ apertamento e bruxismo

O hábito de apertar ou ranger os dentes pode aumentar a sensibilidade dos dentes ao gelado, além de provocar trincas e soltar ou quebrar restaurações. Também provoca problemas na Articulação Têmporo Mandibular (ATM) como dor ou estalos. Ainda pode provocar dores musculares com reflexo na cabeça, pescoço e ombros. A placa de apertamento, ou placa miorelaxante, ajuda a aliviar os sintomas e faz parte do tratamento.

_ dente do siso

Os dentes do Siso (terceiros molares) são os últimos dentes a erupcionar na boca, por volta dos 20 anos. Necessitam ser extraídos quando não há espaço na arcada para que eles erupcionem ou então quando estão semi erupcionados e sua higienização não é possível.